77.3 F
New York
Tuesday, July 23, 2024

Biden assina 1º decreto para regulamentar inteligência artificial nos EUA

Texto prevê que desenvolvedores façam testes de segurança, criem selo que identifique conteúdo gerado por IA e um relatório para mapear potenciais riscos ao mercado de trabalho. Saiba mais.

- Advertisement -spot_imgspot_img

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou a primeira ordem executiva (algo como um decreto) para regulamentar a inteligência artificial (IA) no país. 

Assinado na segunda-feira (30), o texto estabelece padrões de segurança e “define ações abrangentes para proteger os americanos dos riscos potenciais dos sistemas de IA”. 

Em uma cerimônia na Casa Branca, Biden disse que “a IA já está ao nosso redor e que é preciso governar essa tecnologia”. 

Segundo a agência Associated Press, os EUA são a casa dos principais desenvolvedores da tecnologia. Alguns deles são GoogleMetaMicrosoft e muitas outras startups, como a OpenAI, dona do ChatGPT.

Veja abaixo os principais pontos do decreto: 

  • 💾 os desenvolvedores de sistemas de inteligência artificial terão quecompartilhar seus resultados de testes de segurança e outras informações críticas com o governo americano; 
  • 🔏 empresas deverão realizar testes para garantir que os sistemas de IA estejam seguros. O Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) “definirá os padrões rigorosos para testes extensivos de equipes vermelhas para garantir a segurança antes da divulgação pública”, diz o texto; 
  • ✔️ para conter fraudes e enganos, o Departamento de Comércio dos EUA terá que desenvolver orientações, como adoção de marca d’água, que ajudem pessoas a identificar um conteúdo criado por IA; 
  • 🔎 os Departamentos de Energia e Segurança Interna dos EUA ficarão responsáveis por acompanhar possíveis riscos químicos, radiológicos, biológicos e até nucleares que a IA possa gerar; 
  • 🪖 o governo também quer a criação de um documento que direcionará ações para que militares dos EUA usem inteligência artificial “de forma segura, ética e eficaz em suas missões”; 
  • 🧒 Biden pede que o congresso aprove uma legislação bipartidária de privacidade de dados, para proteger todos os norte-americanos, especialmente crianças; 
  • 👩‍🏭 o texto prevê a criação de um relatório para identificar potenciais riscos da IA no mercado de trabalho;
  • 🌍 o decreto também pede que os EUA acelerem parcerias com outros países e organizações para garantir que a IA “seja segura e confiável”. 
  • Pressão mundial 
  • Desde que a IA se popularizou no mundo, especialmente após o surgimento do ChatGPT, legisladores de várias nações começaram a considerar como mitigar os perigos da tecnologia para a segurança nacional e a economia. 
  • Em julho, as principais empresas de IA, como a OpenAI, Google e Meta, assumiram compromissos com a Casa Branca para implementar medidas que identifiquem o conteúdo gerado por IA. 
  • O líder do Senado nos EUA, Chuck Schumer, pediu, em junho deste ano, uma “legislação abrangente” para avançar e garantir salvaguardas para a tecnologia. 
- Advertisement -spot_imgspot_img

Latest news

- Advertisement -spot_img

Related news

- Advertisement -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here