77.3 F
New York
Tuesday, July 23, 2024

Governo e CBF querem acordo para barrar torcedores condenados

Proposta visa aumentar segurança nos estádios com o monitoramento de torcedores por meio de ingressos vinculados ao CPF e biometria

- Advertisement -spot_imgspot_img

O governo federal e a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) negociam um acordo de cooperação para melhorar a segurança nos estádios de futebol. A ideia é impedir o acesso de torcedores que tenham pendências com a Justiça ou que tenham sido proibidos de assistir presencialmente a jogos de futebol. Medida deve ser assinada em agosto.

A proposta da confederação, batizada de “Estádio Seguro”, é ampliar para todos os principais estádios do país, especialmente nas capitais, tecnologias de rastreio de ingressos e de coleta de dados de torcedores.

Ao comprar ou ganhar uma entrada, por exemplo, a pessoa teria que vincular seu CPF e número celular ao bilhete. Se o estádio tiver tecnologia de reconhecimento facial, poderá solicitar também uma foto do dono da entrada. Quem estiver com problemas na Justiça, será identificado ainda antes de acessar o campo.

“Assim, se consegue interceptar quem tem mandados de prisão, usa CPF de pessoas que já morreram e afasta quem está banido dos estádios”, explica o secretário-geral da CBF, Alcino Rocha.

Algumas arenas, como o Allianz Parque, em São Paulo, usada pelo Palmeiras, e o Maracanã, no Rio, já possuem catracas com tecnologia que identificam quem entra por meio de reconhecimento facial ou identificação do CPF vinculado ao ingresso. A CBF quer levar os sistemas para outros estádios.

- Advertisement -spot_imgspot_img

Latest news

- Advertisement -spot_img

Related news

- Advertisement -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here