77.3 F
New York
Tuesday, July 23, 2024

Piloto fora de serviço tenta desligar motores de avião nos EUA

Um avião da Alaska Airlines no Aeroporto Internacional de Los Angeles, em 11 de janeiro de 2023 (Daniel SLIM)

- Advertisement -spot_imgspot_img

Um piloto fora de serviço da Alaska Airlines que estava sentado em um assento dobrável na cabine de um voo comercial americano foi acusado de tentativa de assassinato depois de supostamente tentar desligar os motores do avião em voo.

O Embraer E-175 da Horizon Air estava em um voo de Everett, em Washington, para São Francisco (oeste) quando o incidente ocorreu no domingo, disse a Alaska Airlines, a empresa-mãe da Horizon, em um comunicado divulgado na segunda-feira.

O avião, que transportava 80 passageiros, foi desviado para Portland (Oregon, onde pousou sem problemas.

A Alaska Airlines observou que os pilotos da Horizon Air relataram uma “ameaça credível à segurança relacionada a um piloto da Alaska Airlines fora de serviço que viajava no assento dobrável do cockpit. O ocupante do assento dobrável tentou sem sucesso interromper o funcionamento dos motores”.

“O capitão e o primeiro oficial da Horizon responderam rapidamente, a potência do motor não foi perdida e a tripulação assegurou a aeronave sem incidentes”, esclareceu ele.

A Alaska Airlines não identificou o piloto em questão, mas Joseph Emerson, 44 anos, foi acusado na segunda-feira pelo Escritório do Xerife do Condado de Multnomah, em Portland, sob 83 acusações de tentativa de assassinato, perigo imprudente e colocar uma aeronave em risco.

Muitas companhias aéreas permitem rotineiramente que os pilotos fora de serviço entrem no assento dobrável da cabine localizado atrás dos pilotos.

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos informou que estava apoiando as investigações policiais sobre o incidente.

- Advertisement -spot_imgspot_img

Latest news

- Advertisement -spot_img

Related news

- Advertisement -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here